Deprecated: A função Elementor\DB::is_built_with_elementor está obsoleta desde a versão 3.2.0! Em vez disso, use Plugin::$instance->documents->get( $post_id )->is_built_with_elementor(). in /home/customer/www/cesbsaudebucal.com/public_html/wp-includes/functions.php on line 5379
Arquivos Periodontia - Cesb - Saúde Bucal

Periodontia

Saúde Bucal na Gravidez: Como Isso Afeta o Bebê?

Todas as gestantes e mães sabem bem como a gravidez afeta as mais diversas áreas da vida. Afinal, os hormônios estão alterados, assim como o metabolismo está passando por profundas mudanças. Mas você sabia que sua saúde bucal na gravidez pode sofrer mudanças?

Todas essas alterações não são para menos, afinal, o corpo está tomando conta de alguém a mais e precisa se preparar para o desenvolvimento do bebê. Assim, a saúde bucal da grávida é afetada e precisa de uma atenção especial nesse período, de acordo com pesquisadores.

Tem muitas dúvidas sobre isso? Não se preocupe. No texto de hoje, nós abordaremos não apenas os problemas dentários mais comuns na gravidez, mas também como exatamente a gestação afeta os dentes e de que forma a saúde bucal pode afetar o bebê. Leia até o final e descubra tudo isso e mais!

 

Como a saúde bucal é afetada pela gravidez?

 

Visto o que explicamos lá em cima, a gestação mexe com os hormônios e os processos metabólicos das gestantes. Exemplificando isso, podemos citar a existência de uma produção muito maior do estrogênio e da progesterona através da placenta.

Dessa forma, já que essas substâncias impulsionam alterações vasculares que deixam a gengiva mais vulnerável a bactérias, a mulher está muito mais propensa a sofrer com uma inflamação gengival (gengivite). E caso o quadro se agrave pode até evoluir para a periodontite.

Além disso, toda essa ação hormonal também tem a capacidade de diminuir o pH da saliva. Isso quer dizer que a saliva da gestante fica mais ácida, podendo danificar o esmalte dos dentes e ocasionar o aparecimento das cáries.

Esses problemas costumam acontecer principalmente a partir do segundo mês e vão até o oitavo mês, atingindo de 60 a 70% das mulheres

 


Como o bebê pode sofrer com os problemas na saúde bucal da mãe?

O que é gengivite?

Gengivite: Principais causas e sintomas

Gengivite é uma inflamação gengival e fácil de ser tratada. Sua causa está diretamente relacionada com a não remoção da placa bacteriana pela escovação e uso de fio dental como rotina diária.

Paciente com higiene oral negligenciada

A placa bacteriana é uma película pegajosa que se forma continuamente no dente, que se não for removida no momento da escovação no longo prazo as bactérias nela contida agridem a gengiva causando a inflamação gengival. Como passar do tempo essa placa bacteriana endurece no local formando o tártaro.

 

 

 

 

 

Sinais e sintomas de gengivite

 

Paciente com gengiva sangrando

Um dos sintomas clássicos é o sangramento gengival durante a escovação. Porém a gengiva inchada, avermelhada e sensível também é percebida pelo paciente.

 

 

 

 

A gengiva fica também descolada, separada dos dentes, criando áreas de bolsas. Sendo por conta disso muito comum a queixa de mau hálito ou gosto ruim na boca ocasionado por um acúmulo misturado de placa bacteriana e restos de comida nestas bolsas periodontais.

Gengivite e retração gengival provoca presença de tártaro

Num segundo momento pode-se perceber um recuo ou retração gengival, fazendo com que o dente tenha uma aparência alongada ou ocorram presenças de bolsas periodontais entre o dente e a gengiva.

 

 

Outras causas e fatores de risco à gengivite

  • Algumas alterações hormonais, como a puberdade e a gravidez, podem favorecer o aparecimento de inflamação gengival
  • Apinhamento dentário
  • Obturações com desadaptação ou excesso de material
  • Aparelho ou próteses dentárias mal limpas ou mal adaptadas
  • Alguns medicamentos como a Fenitoína ou anticoncepcionais também estão relacionados
  • Diabetes
  • Fumo
  • Xerostomia (boca seca)

 Como evitar a gengivite?

Um cuidado redobrado com a higiene bucal é de vital importância e a melhor forma de prevenir a gengivite, por isso:

  • Escovação correta e uso de fio dental diário;
  • Não demorar a escovar os dentes após as refeições;
  • Evitar o cigarro ou outras formas de tabaco;
  • Fazer um acompanhamento regular com o dentista.

Como tratar a gengivite?

 

Paciente com gengiva sangrando

O dentista na sua consulta de diagnóstico irá verificar a presença de tártaro, que é a placa bacteriana acumulada que endureceu e somente o dentista conseguirá remover.

 

 

 

 

 

Algumas dúvidas surgem nos pacientes nesse momento e o profissional durante a consulta irá ajudar você nesse momento.

  • Qual pasta de dente e escova dental é mais recomendada? E sobre antisséptico bucal?
  • Quanto tempo devo demorar na escovação?
  • Qual o melhor tratamento para a minha gengivite?
  • Quanto tempo leva para minha gengiva voltar ao normal?

Iremos abordar este e outras dúvidas em artigos futuros. Não deixe de ficar atento em nossas publicações para não perder nada.

Gengivite x Periodontite

Nesta estágio inicial da doença gengival, os danos são rapidamente revertidos, pois os tecidos de suporte do dente (osso e ligamentos) ainda não forma afetados. Entretanto a longo prazo, se não for tratada podemos ter a instalação de doença periodontal, comprometendo também esses tecidos de suporte do dente causando danos permanentes.

Conclusão

Para prevenir a gengivite a melhor maneira é mantendo um boa higiene bucal. Escovando todos os dentes, língua e usando o fio dental para remover as bactérias que são prejudiciais para a saúde bucal.

É importante escovar após todas as refeições, com o uso de fio dental pelo menos uma vez ao dia, de preferência na última escovação.

Marque consultas regulares, de preferência uma vez a cada seis meses. Alguns pacientes, que possuem um risco maior para desenvolver gengivite, necessitam de consultas mais frequentes.

Consulte seu dentista para definir a melhor forma de prevenção e higiene bucal para sua boca.

É necessário realizar uma consulta de avaliação para planejamento dos procedimentos necessários para o tratamento de cada paciente. Pode agendar sua consulta de avaliação pelo Whatsapp (21) 99414-9363, ligando para o nosso telefone (21) 3258-9580 ou pelo site www.cesbsaudebucal.com.

Deixe-nos seu comentário e/ou dúvidas que teremos o maior prazer em ajudar. Compartilhe esta ideia.

Não deixe de consultar o seu dentista, que é o mais preparado para orientar.