Uso do botox na Odontologia

Botox: uso da toxina botulínica na Odontologia

A toxina botulínica ou como ficou conhecida “Botox” é muito utilizada para fins estéticos, mas você sabia que ela tem finalidades terapêuticas na odontologia?

Quando planejado por uma dentista especializado ela auxilia no tratamento ou controle de diversos problemas orais, como bruxismo e sorriso gengival, além deixar aquele sorriso mais bonito e simétrico.

O que é a toxina botulínica?

A toxina botulínica é uma substância retirada de duas bactérias Clostridium botulinum e Clostridium parabotulinum. Essa substância age paralisando a ação muscular e na dose correta ajuda em diversos tratamentos de saúde.

Com isso, a ação do Botox é temporária, ou seja, após um determinado período de tempo seu efeito se esgota e é necessário uma nova aplicação.

Sendo assim, vale ressaltar que quando executado por um profissional treinado e experiente o uso do Botox é altamente seguro e eficaz.

Benefício do Botox na Odontologia

 

1. Reduz a tensão muscular em casos de bruxismo

O excesso de tensão e força muscular aplicada nos dentes pode levar a que chamamos de bruxismo, ato de apertar ou ranger os dentes.

pessoa rangendo os dentes

 

Assim, pacientes com esta condição costumam queixar-se de:

  • Dores nas musculaturas da face e do pescoço
  • Dor de cabeça
  • Dificuldade para abrir ou fechar a boca
  • Desgaste dos dentes, podendo levar até a fraturas de dentes.

Neste caso o Botox ajuda a eliminar o problema do apertamento e desgaste dos dentes, além das dores de cabeça. Com isso,  é possível utilizar a substância para reduzir a tensão muscular e consequentemente a força que a musculatura da mandíbula faz.

2. Melhora o sorriso gengival e assimétricos

O sorriso gengival ou assimétrico é uma causa de baixa autoestima pois o paciente fica incomodado e com vergonha de sorrir.

A assimetria do sorriso ocorre por pequenas disfunções musculares, fazendo com que alguns músculos de um lado se contraiam mais do que do outro lado. Assim, faz com que o lábio se retraia de forma assimétrica causando um aspecto desarmônico.

Dessa forma, o sorriso gengival é uma queixa estética frequente dos pacientes que se incomodam que quando sorriem a gengiva fica aparecendo em excesso.

Existem diversas causas para essa condição e cada caso deve ser avaliado individualmente, por isso a importância de uma avaliação clínica detalhada para saber qual o melhor tratamento.

Um dos recursos existentes para reduzir o quanto o paciente mostra de gengiva ao sorrir é justamente é a partir do Botox. Com isso, o tratamento visa paralisar a musculatura responsável por levantar o lábio superior dos dois lados, tornando o sorriso mais harmônico, agradável e belo.

Por isso, diferente das técnicas cirúrgicas para correção do sorriso gengival, o Botox não é invasivo, não necessitando de tempo de recuperação pós-operatória.

Além disso, uma outra vantagem do procedimento é que ele é reversível, ou seja, depois de um tempo o efeito termina, isso possibilita que se o paciente não ficar satisfeito com o resultado não fica nenhuma alteração permanente.

3. Reduz as dores causadas pelas disfunções da ATM

As dores por disfunção de ATM (articulação temporomandibular) são bem características:

  • Dor na região dos maxilares, na face, na frente e “dentro dos ouvidos”
  • Rangido e estalos ao movimentar a boca ou ao mastigar
  • Zumbidos ou ruídos no ouvido
  • Rigidez na musculatura para abrir a boca logo pela manhã
  • Dores de cabeça

Dor no maxilar ao acordar

O tratamento com Botox não resolve o problema que levou a esta condição, simplesmente resolve os sintomas sentido pelo paciente gerando uma grande alívio, agindo como um complemento ao longo do tratamento.

Dessa forma, a redução da atividade e contratação da musculação reduz a partir da aplicação em pequenas doses na musculatura envolvida no mau funcionamento.

4. Botox é um método reversível, conservador e com efeito rápido

Como dito anteriormente essa é uma vantagem, pois o tempo de ação do Botox vai de 4 a 6 meses, dependendo do indivíduo.

Assim, caso o resultado não tenha sido o esperado pelo paciente basta aguardar que o efeito vai passar, não sendo necessário nenhum outro procedimento.

Considerado um procedimento conservador pois não envolve cirurgia. Isso porque utiliza-se somente uma agulha para aplicação da substância na musculatura envolvida.

Dessa forma, a recuperação é bem rápida com poucas ou nenhumas complicações. As complicações mais comuns são dor de cabeça,  pequeno inchaço e hematoma no local da aplicação que tende a desaparecer após alguns dias.

Em geral já é possível se perceber o resultado após 48 a 72 horas da aplicação.

Entendeu como a Odontologia utiliza o Botox? Deixe nos comentários sua dúvida. Para mais texto como esses acesse o nosso blog. Não se esqueça,  para um tratamento seguro e eficaz escolha um profissional especializado. Agende sua consulta conosco via Whastapp.